domingo, 30 de maio de 2010

Vida particular - em público

Você também tá cansado dessas pessoas super-legais que acreditam que sua vida particular deva ser conhecida por todo mundo?

Por exemplo, se você transou com 73 pessoas em duas horas, muito bom pra você, campeão. Nós não precisamos saber disso, entende? Nós não queremos saber disso. Ninguém quer, é repugnante. Tá, mulheres que leem revistas de fofocas provavelmente acham o máximo - mas a opinião delas é completamente desconsiderável.

Sério, padres são melhores confidentes do que a internet.


Se você usa a internet pra divulgar fatos engraçados, tristes, retóricos e esse tipo de coisa, tudo bem, afinal, é divertido compartilhar com um mundo coisas que acontecem com você, às vezes. Mas não precisa dizer absolutamente tudo, como se você mesmo fosse a sua própria revista Caras. Não é legal ler coisas como "ah, essa semana foi muito ruim. Eu tava doente, vomitando na cara de todo mundo. Por sinal, o vômito era verde. Aí bati na minha mãe e quase matei minha namorada, e fui ter relações com outra garota, que engravidou, mas nossa, era muito gostosa, os seios dela eram perfeitos. Do tipo que dava pra todo mundo. Aliás, meu pai está muito mal da sífilis dele, e eu aqui, com esse câncer no intestino". Isso é muita falta de semancol. Você pode escrever só NOSSA, COMO ESSA SEMANA FOI RUIM! Pronto! Aliás, o twitter serve muito bem pra isso.

Detalhes da sua vida são detalhes da sua vida. Não precisa expôr isso só pra se achar famoso, sério, sério mesmo. Muito menos para que sintam peninha de você. O máximo que vai acontecer é te acharem idiota - como você provavelmente é.

Tenham um bom resto de final de semana, por hoje chega.

2 comentários:

Shiro disse...

Aliás, gostaria de pedir desculpas ao Monsev por copiar dele o estilo de edição da página. Que fique registrado.

Nayan; disse...

Concordo plenamente.