quarta-feira, 7 de agosto de 2013

O menino que (não) matou os pais

Covardia.
É isso que eu vejo no chocante caso da família de policiais militares brutalmente assassinada no dia 05/08.
Covardia da pessoa que realizou os assassinatos, da polícia - os "grandes", no caso - em manipular os fatos e da mídia em oficializar a manipulação.
Gostaria de deixar claro o que já é óbvio: É IMPOSSÍVEL VISANDO DIMINUIR O MANIQUEÍSMO DO POST TROQUEI ESSA EXPRESSÃO POR ABSOLUTAMENTE IMPROVÁVEL que o garoto tenha matado os pais. Sem querer ser conspiracionista, mas pessoas podem ser desviadas de sua conduta normal mediante suborno, e isso acontece com relativa frequência no nosso país, o que deslegitima um pouco a autoridade geral da classe..

- Mas por quê seria?

Amigos, vocês não são idiotas, suponho. Vocês conhecem o senso de união das tropas da polícia (evidenciado NESTA ENTREVISTA), e sabem o que aconteceria com assassinos de colegas de trabalho deles. Seria (e é) uma afronta à tropa, e evidentemente haveria retaliação, o que traria à cidade uma guerrilha pela busca dos culpados. Se não aceitar essa teoria, então pelo menos entenda que matar 2 policiais em casa dormindo geraria um certo pânico. Não é do interesse dos altos esquadrões. OBVIAMENTE.

É muito fácil para a PM manipular alguns fatos. Vamos pensar no garoto que deu o depoimento: Ele não pode ser convencido a dizer o que disse? Ele não pode ser um personagem fictício criado só para alinhar os fatos? Olhem de novo para tudo, para a falta de referências do "melhor amigo", e me digam se isso é impossível. Assim como não é impossível não ser o Marcelo - filho dos PMs e ACUSADO de assassinar os próprios pais - no carro do vídeo, que SUPOSTAMENTE é verídico. Há muitas brechas na história por si só, mesmo se desconsiderarmos os fatos abaixo:

 - Vocês conseguem ver um garoto de 13 anos dirigindo um automóvel tranquilamente após cometer um assassinato? Tudo bem - pode existir em casos extremos de psicopatia, mas e as restrições motoras do moleque em questão, como por exemplo, sua estatura?
 - Alguém aí sabe o que é uma pistola 0.40, a arma usada para cometer o crime? Deixa eu mostrar esse vídeo aqui. Repare que o cidadão segura a arma com as duas mãos e ainda sente o tranco. Uma criança muito provavelmente deixaria a pistola cair. Se o primeiro vídeo não convencer, olha esse aqui. Pelo menos PRECISÃO ele não teria nenhuma. E mais! O garoto tinha FIBROSE CÍSTICA, conhecem essa doença? Pois é. Ela te deixa, entre outras coisas, FRACO.
 - Não há RESTO DE PÓLVORA em lugar nenhum. Imaginando que o garoto seja um expert em crime (fato que, segundo os mui competentes jornalistas que redigiram a(s) matéria(s) sobre o caso, teria aprendido com jogos eletrônicos), ele ainda deixaria pólvora em si mesmo ao cometer suicídio. A pólvora sumiu?
 - Após ser efetuado um disparo, você REALMENTE acredita que a família tenha continuado a dormir tranquilamente? Os pais eram policiais, com treinamento e tudo; será que um deles não poderia ter facilmente tirado a arma da mão do menino, enquanto esse se re-estabelecia do choque da pistola?
 - Depois de ir de carro - isso já tava mal explicado, aí veio esse delegado imbecil e piorou tudo - ele teria abandonado o veículo e voltado tranquilamente de carona? Por quê diabos...? Ele é um gênio do crime, lembrem-se: Isso seria temerário demais para um supervilão vindo direto dos consoles, não acham? (Aah, mas o malvado sempre perde...)
 - Apesar de ser uma inconveniência daquelas, reforçada pelo fato de já possuir uma pistola na mochila, ele preferiu se matar com a mesma arma que matou os pais, segundo a versão policial. Sem motivo; ele só preferiu fazer isso. (Claro, faz mesmo muito sentido).
 - Os familiares e amigos da família consideravam o garoto CALMO e CARINHOSO. Lógico que isso provém da mesma mídia que eu chamei de manipuladora, então não tenho certeza se deveria incluir.

Gente, apenas UM desses argumentos já descaracterizaria a hipótese absurda levantada pela PM. Eu citei seis/sete, mas existem mais outros - o conto de fadas é mais absurdo e tem mais falhas de roteiro do que Harry Potter. Como se não bastasse tudo isso, não há contra-argumentação nenhuma. Os principais argumentos que li foram:

 - Ele não tem deus no coração.
(Por favor, aperte alf+f4 na sua vida. Obrigado)

 - Ele jogava um joguinho violento.
(Eu também jogo - umas 25h/dia -, e embora me dê muita vontade de cometer violência contra gente que fala esse tipo de ASNEIRA, minha ficha criminal continua limpa. E a da maioria dos jogadores também. É muito fácil encontrar-se um determinado fator, como por exemplo o Assassin's Creed, e responsabilizá-lo por um desvio de conduta. Seria uma justificativa simples e conveniente - embora completamente infundada. Olha, francamente: Escrever sobre este assunto me irrita, pois já foi tão debatido e me parece tão óbvio se tratar de um bode expiatório, que vou apenas linkar um texto do Literatortura sobre o assunto. Se quiserem mais informações, usem o google - e um pouquinho do cérebro)

 - Eu já vi casos de criança psicopata.
(Eu também já. O fato de ser uma criança não é suficiente para descaracterizar o crime, verdade. Já o fato de ser absolutamente improvável que saiba dirigir, ou que alcance os pedais, com a idade... E de dificilmente conseguir segurar uma arma... E de ninguém fazer nada contra o menino... Enfim. Outra coisa, não é só porque existem casos de psicopatia infantil que a ideia se sustenta. Se fosse o caso, mate seu filho e viva para sempre)

 - O fato foi informado pelos policiais e não pela mídia.
(Ahn... E daí? Aliás, você tava lá para ouvir que os caras falaram isso mesmo ou tá só repetindo o que você viu na, hm, mídia? Só constatando. Os policiais teriam motivo para mentir, conforme já foi cansativamente apresentado)

 - A arma foi encontrada na mão do garoto.
(Vejam bem, não sou nenhum especialista forense. Tudo bem, o garoto era canhoto e a mão era a esquerda, mas é uma prova terrivelmente fácil de ser plantada, tanto pelo(s) verdadeiro(s) matador(es) quanto pela própria polícia, e essa hipótese se acentua vertiginosamente ao perceber a falta de pólvora constatada)

Olha, vejam bem. Eu não sou uma pessoa que vê o mundo todo como uma teoria de conspiração; acho que alguns maquiavelismos são, infelizmente, necessários. Mas agride-me a falta de uso da capacidade de perspicácia das pessoas. Entendo tratar-me de um boi dentro de um gado, mas incomoda-me o pastoreio; a facilidade do mesmo. Eu gostaria que as pessoas, só um pouquinho, só de vez em quando, utilizassem-se dessa visão de mundo completa que tenho certeza que possuem.

Eu entendo também que utilizo-me de uma certeza aparentemente irreversível, possivelmente tão cega quanto "o outro lado", e posso estar sendo tão maquiavélico (sem perceber, evidentemente) quanto aqueles que acuso ser; se provar-me errado, o que dificilmente acontecerá (conforme já disse, peritos?, podem ser comprados), me desculparei, como já fiz antes. A rigor, estou apenas mostrando os fatos por uma perspectiva um pouquinho mais perceptiva.

Não engulam a história. Não repitam-na. PENSEM. A memória do garoto MERECE isso.

Tenham todos um dia ótimo,

33 comentários:

Jonathan Tardelli disse...

Ridículo, infundamentado e desnecessário. Cara, como um Zé ninguém como você vem dar uma sentença como essa a uma suspeita?
Vamos lá:


Contra seus argumentos sobre:
- Ele jogava um joguinho violento- Tá que nós jogamos jogos violentos e não somos criminosos, mas isso não gera base nenhuma pra dizer que não foi o garoto que cometeu os crimes.

- Eu já vi casos de criança psicopata. - Sim existem. Eu dirijo desde os 10 anos alcançando os pedais(obviamente sentado na ponta do banco pra ver a rua)

- O fato foi informado pelos policiais e não pela mídia.- Concordo que a mídia foi quem veiculou as informações, mas já vi também declarações do corpo policial que investiga o crime. Agora, se você quer que as informações venham de outro lugar que não a mídia ou a polícia, diz aí quem. O Papa?(lembrando que sei que nossa polícia é corrupta e que a mídia é tendenciosa, mas se partirmos deste princípio devemos duvidar de todas as outras conclusões e sentenças de crimes no país, certamente você só está fazendo isso neste caso específico pelo fato de o maior suspeito ser uma criança)

- A arma foi encontrada na mão do garoto. -Sim PODE ter sido a polícia, ou PODE ter sido algum bandido. Mas poder ser não é ser, e PODE muito bem ter sido o próprio garoto mesmo, o que obviamente vai contra a sua certeza sobre o caso.

Nenhum de seus argumentos fundamenta a sua afirmação de que é impossível ter sido o garoto. Claro que o caso ainda não está solucionado, e também não podemos afirmar que foi ele. Mas me choca alguém(que assim como o resto de nós só obtém as informações da mídia, visto que não tem contato próximo com o caso) fazer uma afirmação destas e ainda apresentar argumentos tão falhos que são dignos de crianças de 15 anos.

Caio Oleskovicz disse...

Adoro esse tipo de comentário.

Começa com um ad hominem (pois é, pasme, até um "Zé-ninguém como eu" tem direito de dar uma opinião, mesmo uma extremamente radical como é o caso, mesmo essa opinião sendo provavelmente passível de ser chamada de manipuladora). Assim como um zé-ninguém como você pode dar a sua opinião no meu blog, oras. Mas é claro que eu não vou dizer isso, só pensei alto, beleza?

Quanto aos "argumentos", você entendeu errado. Eu não disse usei o joguinho como argumento, apenas desconstruí o argumento que é o joguinho. Basicamente eu fiz o inverso e você entendeu errado;

Sobre crianças psicopatas, eu sei que existem, postei um link sobre isso e a sua experiência pessoal pouco me importa, aliás, isso nem foi citado aqui;

Novamente você entendeu errado - é um ponto que eu apenas desconstruía um argumento. Se tivesse lido o texto com alguma percepção, teria sabido disso. Aliás, que pressuposição fraca, hein?

Pode ter sido o garoto que efetuou os disparos sem resíduo de pólvora? Ah é? Como? Me explica isso aí, de uma maneira forense por favor, que eu sou leigo.

Você diz que meus argumentos são falhos e que são dignos de uma criança - talvez você tenha sido uma criança prodígio, porque eu mal vejo crianças de 15 anos argumentando - mas você apenas pegou pontos aleatórios do meu texto, sem compreendê-los, e fez uma desconstrução fraca e não-embasada.

Deveria estar chocado consigo mesmo.

Guilherme Toscan da Silva disse...

Caio, chegou a ver uma notícia recente a qual mostra que a policial assassinada denunciou outros policiais envolvidos em roubos de caixas eletrônicos?

Não estou acompanhando de perto, mas onde e com quem o garoto estava antes de ter (supostamente) assassinado a família? O que impede de alguém te-lo retirado da casa antes da chacina e depois, quando ele tivesse retornado colocassem a culpa nele? E agora é bem fácil culpa-lo, visto que morto não pode se defender.

Tá muito mal contada essa história e parabéns por ser crítico e simplesmente não engolir o que vomitam como "informação"

Humberto Machado disse...

Apoiado! É uma visão muito complicada pelo fato da influência da midia. Porém, não é uma visão que merece ser descartada e sim deve ser também utilizada pela a investigação. Mas mano, melhor não se meter em nada, até pq ninguém sabe quem realmente matou... Deixa que a polícia resolve da forma dela... Religião não é argumento, mas nesse caso, a pessoa que cometeu uma atrocidade dessas certamente vai ser punida por Deus, e eu acredito nisso! Sem mais...

Anônimo disse...

Concordo com a sua crítica.

Essa interpretação da polícia pode sim ser real, mas as chances de ter ocorrido seriam praticamente mínimas (tipo ganhar algumas mega-senas seguidas), só se o garoto fosse o filho do Rambo!

Com relação ao outro comentário do Jonathan, obviamente ele não leu o texto inteiro, ou simplesmente é mais um analfabeto funcional (como grande parte da população)

Caio Oleskovicz disse...

Toscan, vi, vi sim. Afunila-se, né.

Obrigado pelos comentários, também, Humberto e Anônimo.

PORTUGUÊS disse...

CAIO,

VC É JORNALISTA ? VC CONHECE COLOCAÇÃO PRONOMINAL ? CONHECE QDO. OCORRE ÊNCLISE, PRÓCLISE E MESÓCLISE. NÃO É O QUE PARECE?

Caio Oleskovicz disse...

Olá PORTUGUÊS, não sou jornalista e admito que ênclise, próclise e mesóclise é um dos assuntos que mais me confundem dentro da nossa complexa linguagem.

Entretanto, eu compreendo bastante bem o funcionamento dos pontos finais e a diferença deles para os de interrogação.

Obrigado pelo comentário,

Érico Ribeiro disse...

Fico feliz que ainda exista alguém que olhe os dois lados da notícia antes de publicá-la. A polícia militar é especialista em manipulação e em encobrir crimes ocorridos dentro da sua organização. A própria história está aí pra provar isso (ditadura). Não estou acusando ninguém, só digo que não podemos tirar conclusões precipitadas ou sem fundamento. Onde tem fumaça, tem fogo.

Isadora disse...

Caio, achei o seu texto mais que cabível e necessário. Sem muitos rodeios, cumpriu a tarefa que todo jornalista que se denomina como tal (ou almeja ser um) deve tomar para si: informar as diversas versões do fato. Essas estórias contadas pela PM já não dão mais conta nem de cobrir pequenos furos. Bom texto, bons argumentos.

Anônimo disse...

Como tem desocupado no mundo que vive para criticar um bom texto e proteger a sua confortável ingenuidade....

Luh Triches disse...

Apenas batendo palmas aqui para o comentário sobre o ponto de interrogação. Demais!

Luh Triches disse...

Apenas batendo palmas aqui para o comentário sobre o ponto de interrogação. Demais!

Anônimo disse...

Gente! Rindo muitooooo da resposta ao comentário do português. Kkkkkkkkkk Putz, o "professor Pasquale" perdeu a oportunidade de se prender a sua visao critica, maravilhosamente bem escrita para ajuda-lo a colocar a cabecinha para funcionar e "ouvir" uma opinião das mortes de uma outra pespectiva e NAO aquela que a policia e quem sabe ate msm a mídia quer que nós cidadãos brasileiros aceitemos, a falar de regras pronominais?

Portuga, vai se preocupar com as regras de como viver numa sociedade justa, honesta, onde bandidos nao vivam impunes. Regras pronominais eh importante? Sim, claro! Mas o foco da critica amigo, é outro.. Tem tantos blogs por ai pra discutir normas gramaticais.. E vc vem logo nesse falar disso?

Aaaaa faz o favor..

O foco aqui é uma familia que esta morta, um crime nao esclarecido, onde estamos buscando por repostas.
Uma coisa é certa. Tem muita coisa mal explicada e se nós -população brasileira- que somos a massa não nos juntarmos,, e "pressionar" os representantes do nosso país para esclarecer esse crime, infelizmente será mais um crime impune que será abafado por interesses políticos e pessoais de gente grande.
Acordei hj acessando a pg do Globo.com e esse crime já nao eh mais destaque na pagina e a noticia esta menor.. Seria essa a forma da imprensa de ir abafando o caso para que cai no esquecimento? Nao sei..
Mas, o fato é que como cidadã que pago
um valor mt alto por impostos, os quais deveriam financiar a todos nós uma saúde descente, educacao e segurança.
E qdo vejo um crime desses na televisão, fico a refletir se amanha nao poderia ser a minha familia? Se os verdadeiros culpados vão mais uma vez continuar impunes? Como posso ter orgulho de morar num país onde os meus representantes vivem fora da lei e ainda debocha na minha cara?
Cade o secretario de segurança? Cade as corregedorias? Cade Dilma? Cade os coronéis? Tenentes, deputados, que deveriam estar tão indignados como eu para intervir nessa investigação e apurar os fatos reais?
Vi em vários sites que a policia militar esta investigando o crime.. Vi tb a civil - essa sim que trabalha para este fim- a msm policia que pode estar envolvida no crime e a msm que ta lá investigando? Ou alguém acha que um, dois peritos da civil vai bater de frente sozinhos com um monte de militares AFIRMANDO que foi o menino?
E outra.. Mt se fala do video do menino que tava no carro.. Sim, alguém já ouvir falar em manipulação de imagem?
Nao sou nenhuma dessas que acha seria impossível o envolvimento da criança no caso, e que a minha mente repudiar por isso nao "aceito" a versão da policia, , nao eh isso, pq me lembro bem que eu tb repudiei a suzane von richthofen, os Nardones, o Guilherme de padua, o champinha do caso Liane...
Oque acho eh que são muito poucos indícios para se afirmar quem foi o filho com tanta propriedade. Policiais federais honestos no caso por favor!

Paula

## disse...

Eu quase me sentindo claustrofóbico dentro da minha mente, achando que era 'conspiracionista' demais a ponto de não acreditar em um ponto sequer da fábula engendrada acerca da "morte da família pelo garoto", e começo a ver gente questionando também. Que alívio!
Sensacional. Não tenho palavras para descrever o alívio que senti ao ler teu post. Obrigado.

Fabio Alexandre disse...

Faltou dizer que ninguém ouviu tiro, ninguém parou um garoto baixinho dirigindo um carro

Andréia Moraes disse...

Gostei muito do teu texto Caio,achei muito pertinente.É impossível não se impressionar, comover e se instigar com tamanha brutalidade cometidos neste caso. Impressionar, pois uma família inteira foi assassinada com tiros certeiros na cabeça e ninguém da vizinhança ouviu tiro algum. Comover e instigar - se, pois o assassino na minha opinião e tenho certeza na maioria da população era um profissional frio e calculista que passou e repassou esse plano de assassinatos diversas vezes, pensou nos mínimos detalhes estudou as vítimas uma a uma e pronto decidiu quem seria o autor dos crimes, uma das vítimas um garoto de 13 anos, que era filho de pais policiais treinados, um garoto que poderia ter mira certeira, mas só no vídeo game, pois como os relatos da família e vizinhos o garoto era da escola pra casa, não ficava na rua, não tinha muitas brechas, justamente por receio dos próprios pais por serem policiais não sofrerem retaliações, bem voltando ao meu raciocínio ele não praticava tiro ao alvo com uma .40, mas o que me intriga mesmo é quem encontrou os corpos, já que hoje saiu em alguns sites que uma testemunha da vizinhança viu quando dois homens incluindo um fardado saindo da casa as 12:00 horas afirmando que estavam todos mortos na casa e a policia só foi notificada no final da tarde chegando a casa as 19:00 horas, também como o relato do suposto melhor amigo do garoto bateu certinho com a história apontada pela polícia colocando assim toda a responsabilidade no garoto, vamos esperar pra ver né afinal já falando de outro caso os Nardoni assassinaram a pequena Isabela e agora acharam uma brexina pra contestar a perícia, ridículo...

Anônimo disse...

A história tendo o garoto como algoz me parece sim possível, improvável, mas possível. De fato, não temos vestígios de pólvora seria estranho, já que nesse momento ele não usava luvas. Mas vamos com calma... Muitas vezes coisas que acreditamos serem impossíveis acontecem... Por motivos que simplesmente desconhecemos... o que não quer dizer que não existam... E eu não vou tentar explicar... Pois eu também desconheco nesse caso específico. podemos falar em possibilidades... Mas vamos investigar antes de tirarmos conclusões... Caso contrário a sua conclusão, baseada em fatos limitados ainda perde forca. Deixe para ter certeza quando a coisa for certa... A única certeza que tenho e que ainda não se pode afirmar nada.

Anônimo disse...

É bem simples... uma criança de 13 anos nao teria condicoes de atirar com uma .40 sem ter caido, largado a arma ou pelo menos errar uns 5 tiros...
acreditem no que acharem melhor...

Anônimo disse...

Com certeza faz muito mais sentido do que a historinha que está sendo contada; é bem óbvio que o garoto marcelo está sendo acusado para evitar um "desespero" por parte de outros policiais em resolver o crime (se é que vcs entendem o que digo com "resolver"...).

Rodrigo C C disse...

Caio, ótimas respostas (rindo alto).

Sobre o fato, sou criminalista e não consegui ver, até o momento, qualquer possibilidade do menino ter cometido TODOS os crimes. Um tiro JAMAIS iria passar em branco, principalmente em casa de policiais. Isto para não falar das outras dezenas de argumentos...

Isto está cheirando a coisa muito maior, que não apenas a revolta de uma criança, mas duvido que apareça algum dia.

Érika Jannuzzi disse...

Vi alguns vídeos de adultos atirando com uma .40 (não conheço nada de armas) e vi que é impossível uma criança atirar na própria cabeça usando uma mão e a arma continuar na mão dele, com o dedo no gatilho (OI?). Como já foi dito, é muito fácil incriminar uma criança que já está morta, e que não tem como se defender das acusações... eu não acredito que foi ele... só acredito se mostrarem imagens dele dirigindo, afinal ele fez um longo percurso ~ dirigindo ~ de casa até a escola dele... não é possível que a única imagem de todo esse "evento" seja a que ele está indo para o colégio.

Anônimo disse...

Gente, eu já atirei com uma .40. É difícil meu! É pesada e o gatilho é duro. Fui acertar o alvo depois de tentar umas 5x. E o garoto acertou em cheio, sem tremer, tiros de precisão na cabeça! Para com isso.
Caio, muito bom o seu texto. A ROTA já tinha até publicado no facebook que ia caçar as almas dos bandidos e aí mudaram toda a história. Quando ouvi a primeira vez sobre o crime tinha gente falando que 4 homens foram vistos saindo da casa por volta da hora que o menino voltou para casa.

E desde quando nossa policia científica, que é uma bosta, consegue fazer as coisas com a rapidez (ou até mais rápido) que o CSI??

Me poupe né?

Melhor que filme...

Não acredito que tenha sido o menino, mas como já disseram é bem mais fácil colocar a culpa nele, que não pode se defender...

Anônimo disse...

Ah sim. Meu marido é PM. Se ouve um barulho a noite ele sempre dá um pulo, acorda com a arma na mão. Se o cachorro pula na cama com ele dormindo ele falta matar o cachorro.
E não é só ele. Os amigos dele tb. Acordam no meio da noite, não tem sono tranquilo sempre preparados para o pior, para alguma invasão.

Meu marido combate bandido dormindo todas as noites. Liberta gente de cativeiro, troca tiro...

E o pai que era da ROTA tava simplesmente desmaiado, a mãe que tb era PM estava completamente apagada... Ah sim. Não vamos nos esquecer da última, que eles possivelmente estavam drogados. Mais uma façanha incrível da criança psicopata....

Asneira, asneira....

Anônimo disse...

Como é bom ler e analizar que "não estou sozinho no mundo", não havia lido nem assistido nenhuma reportagem até minha sogra começar a falar do crime me dizendo que uma criança psicopata havia matado os pais, ido à escola, voltado e se matado. Por favor, não direi que é impossivel a passividade de uma criança agir naturalmente após ter feito algo de "errado", mas ter matado os pais e agir naturalmente isso é quase impossivel, dizer que sempre foi uma criança carinhosa, meiga e derrepente imbutem na criança um transtorno de psicopatia (sem entrar na discussão se tal patologia é ou não reconhecida), com que dados, que fatos? O fato dos pais estarem mortos?!!, ainda dizem que o menino era um psicopata e que isso se aflorou de uma hora para outra, não acredito!!, então tudo que estudei na faculdade não serviu para nada. Relamente acho improvável e quase impossível uma criança acertar 2 tiros exatos sem dar tempo para a segunda vítima acordar, de uma criança agir normalmente (isso como dono de escola), sem nenhum pingo de culpa, e se agiu normalmente durante a aula porque ele se matou? um psicopata apresenta indícios desde pequeno, sem contar que não há polvora em lugar nenhum, sempre fui contra jogos violentos, mas ele se tornar parte (ou virar) a vida de uma criança, sem os pais perceberem não é comum.
Enfim, como disse não posso garantir, mas mesmo nos dias atuais onde horrores e absurdos são vistos e lidos, eu não acredito na culpa do menino, até que me provem o contrário.

TDD

Anônimo disse...

Caio,
Concordo totalmente com vc.

Anônimo disse...

Caio, vc descreveu de forma lógica e objetiva o q exatamente aconteceu.
Não acredito ter sido o garoto, achei muito estranho a mãe ter descoberto corrupção de alguns amigos d trabalho (segundo relato na mídia d um parceiro)vejam só: no dia dos acontecimentos um policial amigo da mãe disse q ela tinha descoberto algo sobre os policiais, no dia seguinte o mesmo aparece novamente na mídia mudando seu relato, disse q na hr q falou estava sob efeito de calmantes...
Faça-me um favor né...
Diante d td o q o Caio colocou, diante do relato desse amigo de trabalho da mãe e de mais uma série de pontos falhos q não foram citados aqui, ainda assim acreditam q tenha sido o pobre do garoto?
Gente não precisa ser mto inteligente para ver q essa ESTÓRIA toda está muito mal contada, estão escondendo os verdadeiros criminosos e o caso é tão grave q o amigo d trabalho da mãe, mudou sua versão, porque será? acreditam mesmo q ele estava dopado? acreditam q foi fruto d alucinação, devido a medicação q SUPOSTAMENTE havia tomado?
Para...
Vamos ser racionais, não sou investigadora, nem psicóloga, sou uma CIDADÃ e acho q absurdos como esses, devem sim serem esclarecidos d forma HONESTA. Honestidade, palavra esta q não faz parte da realidade do nosso país, a mídia é manipuladora porque nos deixamos manipular...
Ela deveria somente exercer a função de formar opiniões e não manipular informações, mas a culpa é nossa, d concordarmos com td o q vemos e ouvimos, eles montam um cenário e lá está a população aplaudindo...
Temos que cobrar, cobrar das nossas autoridades q seja descoberto os verdadeiros assassinos, pq as únicas pessoas q poderiam limpar a IMAGEM do menino eram seus pais, q infelizmente foram executados d forma barbara, assim como o restante da família... Esse pobre menino precisa ter sua honra lavada, sua imagem limpa!
É muito fácil caluniar uma pessoa morta, mortos não se defendem e logo não terão represaria, o difícil é colocar os verdadeiros culpados na CADEIA.

Fabiula Antonini disse...

Eu concordo com a sua visão, em gênero, número e grau.
Tudo é muito estranho!!!!
É só prestar atenção em todos os dados vinculados e brincar de detetive da estrela que você vai perceber que há algo mais.

Anônimo disse...

faltou os créditos ao Caio Oleskovicz

Anônimo disse...

eu tambem acho que não foi o garoto,muitas falhas gente acordem por favor ele não taria tão calmo na hora de ir pra escola? a mãe não tava dopada e não fez nada como?vizinhos não escutarão os tiro?estão falando que o tiro no garoto não foi de canhoto?e um absurdo quem acreditar que foi o garoto, ele e vitima

Caio Oleskovicz disse...

Ao penúltimo comentário:

Realmente. CRÉDITOS: CAIO OLESKOVICZ

Anônimo disse...

coitado do garoto
ele é inocente

Eliana disse...

Eu estou perplexa, indignada, sei lá que expressão usar, diante do que está acontecendo. Uma sociedade inteira tendo que engolir uma acusação dessa contra uma pessoa que sabemos que é inocente. Gente, será que não se pode fazer nada?? A cada dia, claramente, eles (a polícia)forjam provas contra o menino. A polícia está criando um verdadeiro livro de terror onde Marcelo é o protagonista, pura ficção, e a sociedade vai engolir isso sem poder fazer nada? Que país é esse?? Em todas as pesquisas feitas, uma maioria esmagadora acredita na inocência do garoto, a polícia deveria se envergonhar do que está fazendo. Estou muito, muito indignada com essa injustiça.